INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: É OU NÃO É?: SISTEMAS DE ESCRITA NA OBRA DE OSVALDO LAMBORGHINI, CÉSAR AIRA E MARIO BELLATIN
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): CARLA VICTORIA ALBORNOZ

Colaborador(es):  KARL ERIK SCHOLLHAMMER - Orientador
Número do Conteúdo: 30162
Catalogação:  31/05/2017 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=30162@1
Referência [es]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=30162@4
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.30162

Resumo:
No cenário da literatura latino-americana contemporânea, apresenta-se uma tendência a se elaborar narrativas ficcionais que combinem diferentes âmbitos da criação artística, unindo a escrita com as artes plásticas e conceituais. A isto se soma uma mudança na literatura dos anos 90, que nos leva a reconsiderar o que se compreende por valor da obra e sua relação com o cruzamento de fronteiras entre o cultural, o político e o econômico. É precisamente nesta tônica que se insere a presente tese, como proposta de trabalhar os sistemas de escrita desenvolvidos por três autores prolíficos: os argentinos Osvaldo Lamborghini e César Aira e o peruano-mexicano Mario Bellatin. Eles apresentam elementos que se interceptam, tais como uma necessidade quase obsessiva de escrever, motivados pela pulsão de criar uma figura de escritor a partir da publicação e da circulação das suas obras. Cada livro publicado integra uma espécie de performance que evidencia o valor de exibição da obra, construindo uma narrativa sem interrupções. Neste sentido, o novo aparece como reincidência do mesmo, agora contado de maneira diferente. Ao mesmo tempo, estes autores expressam uma radical necessidade de esburacar o mercado editorial tradicional, estampada na opção por publicar em diferentes editoras, muitas delas independentes. As suas histórias tratam: de um cotidiano bizarro e anômalo, em que todas as influências acumulam-se na grafia da monstruosidade de um corpo com deformidades; da questão da escala a partir de um movimento de implosão e de explosão do texto, manifesto na brevidade e na miniaturização das imagens e das palavras; da ideia de coleção e do acontecimento do cotidiano.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTO, RESUMO, RESUMEN E SUMÁRIO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
CAPÍTULO 7  PDF
CAPÍTULO 8  PDF
CAPÍTULO 9  PDF
CAPÍTULO 10  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui