INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: APOTEOSE DE SANGUE: REPRESENTAÇÕES DO RIO DE JANEIRO EM NELSON RODRIGUES
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): CAROLINA MONTEBELO BARCELOS

Colaborador(es):  RENATO CORDEIRO GOMES - Orientador
Número do Conteúdo: 30150
Catalogação:  30/05/2017 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=30150@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=30150@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.30150

Resumo:
O presente estudo tem como objetivo analisar a maneira pela qual a cidade e o cotidiano do Rio de Janeiro da década de 50 são representados por Nelson Rodrigues nas crônicas de A vida como ela é e de Pouco amor não é amor publicadas, respectivamente, no jornal Última Hora e no Jornal da Semana - FLAN, e em três tragédias cariocas: A falecida (1953), Os sete gatinhos (1958) e Boca de ouro (1959). Considerando-se que as peças de Nelson se aproximam do trágico grego apenas no que diz respeito a determinados temas e elementos, uma vez que o gênero trágico sofreu transformações ao longo dos séculos, levando a discussões acerca da possibilidade de uma tragédia moderna, este estudo procura, em um primeiro momento, investigar o conceito de tragédia na escrita rodrigueana e o modo como ele pode ser entendido nas peças situadas no Rio de Janeiro, diferenciando-se das peças míticas e psicológicas. Parte-se da premissa que a partir de A vida como ela é e de Pouco amor não é amor Nelson transitou das tragédias universais para as tragédias cariocas. Além da abordagem de temas recorrentes em sua obra como amor, morte, sexo, traição, jogo e imprensa, o autor experimentava, nessas crônicas, novos personagens e conflitos, valendo-se de uma linguagem coloquial, mais próxima à fala cotidiana carioca. Dessa forma, após uma análise dessa nova escrita rodrigueana, busca-se investigar como o espaço urbano carioca - zona sul, zona norte, centro e subúrbio - não serve apenas como cenário, mas delineia situações e conflitos dos personagens nas três tragédias cariocas estudadas.

Descrição Arquivo
CAPA, DEDICATÓRIA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO, EPÍGRAFE  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui