INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: DAS TEORIAS À EXPERIÊNCIA: ALTERAÇÃONAS VOZES DO FEMININO EM POETISAS CONTEMPORÂNEAS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): MOIZA FERNANDES ALMEIDA

Colaborador(es):  ELIANA LUCIA MADUREIRA YUNES GARCIA - Orientador
Número do Conteúdo: 30134
Catalogação:  29/05/2017 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=30134@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=30134@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.30134

Resumo:
Esta tese tem como objetivo investigar as marcas da inscrição do gênero feminino através de poemas escritos por mulheres entre os anos de 1980 a 2012 no contexto contemporâneo do mundo ocidental de matriz judaico-cristão, embasada nas teorias da Ciência da Literatura Empírica, do Construtivismo Radical e dos Estudos da Neurociência. Investiga o retrato da musa na poesia em uma viagem pelo tempo e a este contrapõe o tom maduro das vozes líricas de poetisas como as brasileiras Darcy França Denófrio (Jataí – Goiás); Lília Pereira da Silva (Itapira - São Paulo); Raquel Naveira (Campo Grande - Mato Grosso do Sul); Valéria Villela (Rio de Janeiro - RJ); e das portuguesas: Ana Luísa Amaral (Porto), Inês Lourenço (Porto) e Maria Teresa Horta (Lisboa). Denuncia a invisibilidade da mulher escritora no sistema literatura responsável pelas escolhas dos escritores que se destacam em antologias e importantes prêmios como Jabuti no Brasil e Camões em Portugal. Deixa claro o fato de que, ainda que livros de escritoras não circulem nos meios literários, eles existem e justificam participar do cânone dito oficial que até então lhes reserva uma parcela muito inferior a dos homens escritores. Em seu corpus traz conceitos como o de observadores de segunda ordem e o sujeito linguajante de Maturana e Varela; as relações entre a gestão da vida e os processos homeostáticos responsáveis pela sobrevivência da mente consciente, presentes na Neurociência com Damásio e seus estudos sobre as questões do self, do surgimento do eu autobibliográfico responsável por conferir ao cérebro um eu espiritual que dá ao humano sua sensação de identidade e nos levam a compreender a inscrição social de gênero que se enraíza desde a infância em todos os sujeitos sociais e deixa profundas marcas como as verificadas ao longo da investigação da voz lírica nos poemas e seus temas recorrentes como: confissão, matrimônio, cultura, repressão, sexualidade repletos do sentimento de opressão do sujeito mulher por trás do eu lírico. Nesta investigação apresentamos também, conceitos trabalhados a partir de estudos de pesquisadores como: Ernest von Glasersfeld, Michel Foucault, Norbert Elias, Siegfried Schmidt, Stuart Hall, Wilhelm Reich, para citar os mais relevantes.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui