INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: FRAGMENTÁRIAS NARRATIVAS: A POÉTICA DE ROSÂNGELA RENNÓ, LEILA DANZIGER E CAROLINE VALANSI
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): JOANA XENIA RABELO FERREIRA

Colaborador(es):  ANA PAULA VEIGA KIFFER - Orientador
Número do Conteúdo: 30018
Catalogação:  18/05/2017 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=30018@1
Referência [es]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=30018@4
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.30018

Resumo:
Esta dissertação propõe algumas leituras transversais sobre as obras Cicatriz de Rosângela Rennó, Diários Públicos, de Leila Danziger e Memórias inventadas em costuras simples de Caroline Valansi. Nessas obras, podemos observar a contundente forma como as artistas se apropriam de fotografias, relatos, fragmentos devida, objetos e memórias de anônimos, construindo narrativas imaginárias que problematizam a separação entre realidade e ficção nas obras de arte. A idéia aqui é analisar a forma como á vida doméstica, os discursos afetivos, as narrativas individuais passam a ser objeto, foco narrativo da arte contemporânea. Pensar em como se dá esse processo de apropriação das histórias dos esquecidos, dos rostos sem nome, dos amores mal amados de amantes desimportantes,da história dos invisíveis e renegados da grande História. Entender de que maneira essas vozes – dos sem voz – são assimiladas, interpretadas, transformadas em registros, documentos, e ocupam na contemporaneidade o lugar da fala e do visível através do fazer artístico. Os trabalhos das artistas aqui tratadas fazem vir à tona (aparecer) imagens apagadas,esquecidas,condenadas à amnésia social,nos espaços artísticos institucionalizados e, por isso, forçam os limites entre arte, vida,política e estética, na medida em que transfiguram, dotando de visibilidade espaços e imagens antes desimportantes e condenados ao apagamento.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTO, RESUMO, RESUMEN, SUMÁRIO E LISTAS  PDF
PRÓLOGO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
CAPÍTULO 7  PDF
CAPÍTULO 8  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui