$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: IMAGENS MI(G)RANTES
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): DANUSA DEPES PORTAS

Colaborador(es):  KARL ERIK SCHOLLHAMMER - Orientador
Número do Conteúdo: 29990
Catalogação:  16/05/2017 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=29990@1
Referência [es]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=29990@4
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.29990

Resumo:
Esta tese se propõe à construção de uma perspectiva teórica que observe as aporias e antinomias reveladas pelo regime contemporâneo das imagens. As imagens constituem um ponto de peculiar fricção e desconforto junto às ciências humanas, não só como um tópico de estudo, mas como característica cultural divisada. Esse campo vem se definindo de modo interdisciplinar e alargando sua perspectiva na linha de pesquisa denominada Cultura Visual (Visual Culture). T.W. Mitchell fala de um pictorial turn ou inclusive um visual turn que estariam relacionados com um enfoque apoiado por infiltrações mútuas entre duas epistemologias, a visual e a linguística, o que problematiza a premissa naturalizada de se entender o ato interpretativo como o núcleo da competência profissional dos especialistas de nossa área. As imagens ou as visualidades demandam seus próprios modos de análise e exigem do investigador um tratamento operacional e uma consequente definição de termos que suportem suas particularidades. Ao tópico, acrescenta-se a reinstalação warburguiana que coincide, não por acaso, com este giro e induz à pesquisa fundamental atenção em algumas vertentes heurísticas do trabalho de Aby Warburg, pensador alemão que ao princípio do século XX explorou um campo de inter-relações entre a antropologia, imagens e arte. No exemplo do projeto Der Bilderatlas Mnemosyne, antecipa-se a reflexão atual. As proposições de Warburg, bem como as pesquisas teóricas de importante exegeta de sua obra George Didi-Huberman, buscam entender qualquer imagem como um cruzamento de múltiplas migrações – tanto em seu modelo de tempo, Nachleben, como em seu modelo de sentido, Pathosformel – e oferecem ferramenta metodológica central a essa investigação. A partir de uma moldura teórica sistêmica, a tese enfoca o projeto de artistas visuais, como Harun Farocki, cujo trabalho realiza uma arqueologia do saber visual através da prospecção e montagem de tempos heterogêneos, mediante imagens animadas por uma energia expressiva e por uma enorme espessura histórico-cultural. A análise desses agenciamentos procura delinear sua inserção ambivalente na cena contemporânea em que o sistema de comunicação impõe-se como força estruturante de novas formas de socialização através de práticas culturais e tecnologia, com amplas consequências para o campo humanístico, oferecendo enfoques inovadores à dinâmica de articulação de formas de vida e de cultura com as tecnologias de imediação. A dimensão transnacional do tráfico e da produção de imagens situa a imagem no centro dos debates sobre o papel da representação nas culturas globais. Estas questões poderiam cumprir-se em dois problemas fundamentais, a hibridação dos campos disciplinares e a relação entre a imagem e o arquivo com relação à memória, à história, à justiça. No horizonte destes problemas, o objetivo da tese é distinguir o papel constitutivo das sobrevivências (Nachleben) na dinâmica da imaginação ocidental e as funções politicas dos agenciamentos memorialísticos de que se revelam portadores.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, RESUMEN, SUMÁRIO E EPÍGRAFE  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui