INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: POLÍTICAS DE AVALIAÇÃO E GESTÃO ESCOLAR NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: LIMITES E POSSIBILIDADES
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): NATHALIA GONCALVES GOMES

Colaborador(es):  ALICIA MARIA CATALANO DE BONAMINO - Orientador
Número do Conteúdo: 29490
Catalogação:  24/03/2017 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=29490@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=29490@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.29490

Resumo:
A presente pesquisa investigou as potencialidades e os limites do uso da avaliação externa como estratégia de regulação do sistema educacional, à luz de referências teóricas que tratam da emergência de um novo modelo estatal de regulação das políticas educacionais. Mais especificamente, analisou a experiência de quatro escolas estaduais situadas no município de Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro, com o Sistema de Avaliação do Estado do Rio de Janeiro (SAERJ) e o sistema de gerenciamento adotado pela Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro – SEEDUC, denominado Gestão Integrada da Escola (Gide), enquanto instrumentos de regulação e gestão, a partir da análise de documentos oficiais da SEEDUC e de entrevistas com professores, gestores escolares e membros da SEEDUC. À luz da literatura sobre regulação e gestão educacional, de pesquisas nacionais e internacionais sobre uso e apropriação de dados de avaliações externas, e em subsídios oferecidos por especialistas, agentes escolares e gestores educacionais, foram analisadas diferentes iniciativas da SEEDUC para o aproveitamento das informações disponibilizadas pela avaliação, visando a responder a perguntas como: Quais as características das políticas de gestão baseadas nos resultados dos alunos adotadas pelo estado do Rio de Janeiro? Qual a versão de responsabilização adotada pela SEEDUC e como a mesma está sendo incorporada à gestão educacional? Que influências são exercidas por essas políticas sobre a rede de acordo com a percepção dos envolvidos e com a evolução dos resultados das escolas na avaliação estadual? Quais as potencialidades e limitações da política de uso dos resultados do sistema de avaliação estadual? A investigação apontou para uma forte reorganização do espaço escolar a partir das avaliações introduzidas pela SEEDUC na rede estadual de ensino, bem como a partir da adoção da Gide. No entanto, verificou-se que a maior contribuição da Gide está voltada para a rotina do diretor escolar, que ganha lentes de aumento sobre a realidade da escola a partir do uso dessa metodologia. A política de avaliação estadual do desempenho escolar está associada a iniciativas de responsabilização educacional de corte meritocrático, uma vez que prevê a bonificação salarial dos profissionais da escola mediante o alcance de metas, embora esta pesquisa tenha verificado que poucas escolas da rede estadual de ensino têm conseguido atingir as metas propostas. Também se percebeu que as potencialidades das políticas de gestão e avaliação da educação do estado do Rio de Janeiro têm se refletido numa maior organização da rede de ensino e na melhoria na comunicação entre a SEEDUC e os gestores escolares. Já entre as limitações destas políticas, a pesquisa identificou que o aproveitamento pedagógico dos resultados das avaliações pelas escolas é ainda muito modesto, seja em função da falta de informação dos professores acerca das ferramentas disponibilizadas pela SEEDUC, seja pela própria resistência de muitos deles face à introdução desses mecanismos de gestão nas escolas.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui