INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: ENSAIO SOBRE HAMLETS MENORES
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): EDSON PESSOA SANTIAGO

Colaborador(es):  HELENA FRANCO MARTINS - Orientador
Número do Conteúdo: 28104
Catalogação:  23/11/2016 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=28104@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=28104@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.28104

Resumo:
A presente pesquisa analisa criticamente os espetáculos Ham-let, dirigido por José Celso Martinez Corrêa, e Ensaio.Hamlet, dirigido por Enrique Diaz. Reflete sobre os diferentes modos como essas duas montagens transformam e reatualizam o clássico de Shakespeare, no contexto do chamado teatro pós-dramático, favorável a obras fragmentárias, híbridas, abertas a pesquisas de novas linguagens e interferências performáticas. A referência teórica principal da pesquisa é o pensamento de Gilles Deleuze e Félix Guattari, com ênfase nas reflexões que estes desenvolveram acerca das relações entre arte e devir. Sustenta-se que as duas encenações instanciam de formas distintas o expediente de minoração de obras maiores, assim como descrito por Deleuze em obra sobre a dramaturgia de Carmelo Bene. Além de apresentar e discutir convergências e divergências nas estratégias de minoração adotadas nas duas encenações, esta dissertação inclui também uma exploração pontual dos lugares ocupados em cada caso pela personagem Ofélia, partindo da hipótese de que esta pode ser produtivamente tomada como força de minoração atuante já própria na peça de Shakespeare. O conceito de tradução enquanto transcriação, do poeta e ensaísta brasileiro Haroldo de Campos, e o conceito de ensaio, do filósofo alemão Theodor Adorno, são também referenciais teóricos utilizados na pesquisa.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui