INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: MULTILETRAMENTOS NA SALA DE AULA: ENTRE A INTUIÇÃO E A INTENCIONALIDADE
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): LARYSSA AMARO NAUMANN PEREIRA DIAS

Colaborador(es):  MAGDA PISCHETOLA - Orientador
Catalogação:  21/10/2016 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=27730@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=27730@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.27730

Resumo:
Na perspectiva da pedagogia sócio-histórica, o homem é um ser autoral, autônomo e social. Em termos atuais, as habilidades voltadas para os multiletramentos podem potencializar essas características. Procuramos, pois, ao longo desta pesquisa, perceber como a escola tem se relacionado com o ensino e aprendizagem dessas habilidades. Investigamos as atividades que professores de Ensino Fundamental de oito escolas da Rede Municipal do Rio de Janeiro propõem em sala de aula para realizar essa ponte. Os procedimentos metodológicos adotados foram: i) entrevistas semiestruturadas realizadas, com o apoio do grupo de pesquisa, com 64 professores; ii) observação participante de práticas de quatro professores de duas escolas. Notamos que os professores entendem, de modo geral, o uso das tecnologias apenas como uma ferramenta facilitadora de suas práticas tradicionais e que apenas nove professores apresentaram familiaridade com o termo letramento. Uma minoria traz em suas falas experiências visando desenvolver atividades voltadas para os multiletramentos. Também, com as observações, verificamos o uso pouco frequente das tecnologias em sala de aula. Há, porém, uma intuição, por parte dos professores, da importância de seu uso, mas, na maioria dos casos, o professor encontra muitas dificuldades (a ausência da internet, a questão do tempo e a sua própria formação) em incorporar o ensino de habilidades em torno do uso das tecnologias digitais de forma intencional a suas práticas e objetivos de ensino. Por fim, trazemos os relatos de intervenções voltadas para os multiletramentos que ocorreram, ao longo do último ano da pesquisa.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui