$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: HAPPINESS: DEFINITIONS AND PARADOXES
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): MICHELE INTRATOR

Colaborador(es):  SOLANGE JOBIM E SOUZA - Orientador
Número do Conteúdo: 27724
Catalogação:  20/10/2016 Idioma(s):  PORTUGUESE - BRAZIL

Tipo:  TEXT Subtipo:  THESIS
Natureza:  SCHOLARLY PUBLICATION
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=27724@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=27724@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.27724

Resumo:
The advent of modernity and the consumption culture have altered the conceptions of time and space. Space ends up including the virtual environment and time becomes instantaneous in accordance with the new technologies. The State also losses its power, establishing the intensification of the individualism. Within this context, the modern person, totally lacking political or social support, starts to hold himself responsible for his existence and strives for immediate fulfillments. Thus, a scenario is being built where pain is reprimanded, where unproductive or downtime are not allowed, introducing the logic of the immediate and demanding theatrical conducts, free and successful. The perfect scenery is set for the development of the happiness imperative, through which slogans, clichés and formulas are spread by the media. This paper aims to investigate the specific conceptions of happiness for a group of interviewees, as well as to verify how the contemporary social standards of happiness influence these perceptions. In order to do so, a qualitative survey was carried out, in which ten young residents of Rio de Janeiro from the medium layers of the population. The analysis of their testimony reveals that al of the interviewees consider the same elements sold by the happiness formulas important: relationship, money, family or a favorable interior psychological state. The following testimonies stood out in this survey: the will of the subjects to be in a loving relationship and the concern with making money. Hence, it was possible to confirm that the subjects are not detached from an image of happiness socially spread by the consumption and information culture.

Descrição Arquivo
COMPLETE  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui