INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: O CORPO VIVO: UM ENSAIO SOBRE UMA EXPERIÊNCIA DE DANÇA NA CIDADE DE MACAÉ - RJ
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): PAULO EMILIO MACHADO DE AZEVEDO

Colaborador(es):  SONIA MARIA GIACOMINI - Orientador
Catalogação:  22/09/2016 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=27450@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=27450@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.27450

Resumo:
Qual a dimensão política da estética na hierarquia valorativa dos corpos em dada sociedade? De que modo uma experiência corporal através da dança pode contribuir na composição de outras políticas de alteridade nessa mesma sociedade? Mobilizado por estas questões, o texto investiga a trajetória de adolescentes e jovens, no contexto de projetos de natureza social e artística, na cidade de Macaé. Propõe-se a elaboração de um ensaio sobre algumas dessas experiências com a dança tendo como contraponto dois sistemas de percepção a respeito da ação dos sujeitos envolvidos nas mesmas: a concessão e o protagonismo. Portanto, antes foi necessário refletir sobre que formas de dança, técnicas e metodologias de seu ensino e processos criativos observamos. Essas trajetórias são analisadas tendo como parâmetro algumas políticas destinadas a segmentos sociais considerados excluídos na cidade e, por sua vez, alvos de programas de inclusão social no país. Tem-se como objetivo refletir sobre as categorias excluído/incluído e as concepções de sociedade que a acompanham na dimensão do estigma, procurando identificar, à luz de teorias, aberturas para a interpretação das performances dos sujeitos e grupos estudados. Através de uma abordagem etnográfica e observação participante, buscou-se uma aproximação com os envolvidos a fim de captar conflitos e embates relacionados às representações de si, do outro e do trabalho na experiência com a dança.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui