INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: AVALIAÇÕES E CRENÇAS EM UMA SALA DE AULA DE INGLÊS PARA FINS ESPECÍFICOS SOB O PRISMA SOCIOCULTURAL E SOCIOSSEMIÓTICO
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): MONICA DA COSTA MONTEIRO DE SOUZA

Colaborador(es):  ADRIANA NOGUEIRA ACCIOLY NOBREGA - Orientador
Número do Conteúdo: 27256
Catalogação:  31/08/2016 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=27256@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=27256@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.27256

Resumo:
Inserida na área de Estudos da Linguagem, mais especificamente dentro do campo de investigação da Linguística Aplicada (Moita Lopes, 1999, 2006, 2013), esta pesquisa tem como objetivo buscar entendimentos acerca de como as crenças (Kalaja e Barcelos, 2003, 2013; Barcelos, 2006, 2007) dos aprendizes se relacionam a suas interpretações e avaliações (Martin e Rose, 2003; Martin e White, 2005) sobre aspectos relativos ao ensino-aprendizagem em uma sala de aula de inglês para fins específicos (IFE), concebido em sintonia com a Pedagogia Pós-método (Kumaravadivelu, 1994, 2001, 2003, 2006). Para tanto, participaram desta pesquisa um total de dez alunos de um curso técnico de farmácia do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ), campus Rio de Janeiro. Os dados, que incluem suas produções discursivo-reflexivas escritas e orais, foram construídos a partir da utilização de instrumentos de aprendizagem (IA), termo usado em referência ao material didático e definido, no âmbito desta pesquisa, como um conjunto de tarefas sequenciadas em andaimento (scaffolding) elaboradas a partir de texto(s) autêntico(s) com objetivo de mediar o processo de construção de conhecimento. Dessa forma, apesar de não integrarem a análise dos dados desta pesquisa, os IA funcionam como andaimes que possibilitam o processo de construção desses dados com base em questões motivadoras (metatarefas) que surgem a partir de sua utilização na prática pedagógica cotidiana na qual se desenvolve esta investigação. Os pressupostos teóricos relacionam uma visão de ensino-aprendizagem e de linguagem, respectivamente: a socioconstrução do conhecimento de acordo com a Teoria Sociocultural (Vygotsky, 1962[1994], 1978; Donato, 2000; Pollard, 2001; Mercer e Littleton, 2007) e a linguagem como fenômeno sociossemiótico segundo o quadro teórico da Linguística Sistêmico-Funcional (Halliday e Hasan, 1989; Halliday, 1994; Halliday e Matthiessen 2013). Orientado por esse quadro teórico, bem como pelo paradigma do construtivismo (Lincoln e Guba, 2006; Edge e Richards, 1998) associado a uma abordagem qualitativo-interpretativista (Erickson, 1986), este trabalho apresenta, então, resultados que sugerem que os alunos, privilegiando o Sistema de Avaliatividade (Martin e Rose, 2003; Martin e White, 2005) no domínio de Atitude, e respectivos subdomínios de Afeto, Julgamento e Apreciação, constroem discursivamente crenças sobre ensino-aprendizagem, sobre linguagem, sobre identidade individual e sobre identidade sociocultural. Ou seja, os alunos participantes parecem estar organizando seus entendimentos acerca do processo ensino-aprendizagem a partir de quatro eixos de significação inter-relacionados: (i) o processo ensino-aprendizagem, (ii) a língua a ser aprendida, (iii) suas identidades individuais e (iv) identidades socioculturais.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui