INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: CATÁSTROFE E COTIDIANO: AFIRMAÇÃO DA VIDA NO MORRO DO BUMBA (ESTUDO ETNOGRÁFICO)
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): SEIJI FELIPE PRATA PACHECO NOMURA

Colaborador(es):  JOSE CARLOS SOUZA RODRIGUES - Orientador
Catalogação:  29/08/2016 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=27228@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=27228@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.27228

Resumo:
Trabalho etnográfico realizado no Morro do Bumba, favela localizada no bairro de Viçoso Jardim, em Niterói. Apesar de ser motivado inicialmente por um interesse nos desabamentos ocorridos no local em 2010, nas ações do Estado e na cobertura da imprensa, o foco da dissertação foi mudando conforme a convivência no campo. A partir de manifestações políticas e situações cotidianas, este texto apresenta o objetivo de repensar o alcance de certos conceitos e noções a partir dos quais se costuma basear a nossa ideia sobre o que é nossa sociedade. Indivíduo, risco, Estado, contravenção, dinheiro e política são algumas das categorias que ganham formas diferentes das veiculadas oficialmente, quando se trata do Bumba. Vivendo junto com as pessoas do local e observando, o etnógrafo se pergunta: será que onde o Estado e a imprensa veem apenas a falta e a necessidade, não existem também diferenças que resistem aos processos civilizadores que ocorrem em nossa sociedade? Seja na rejeição a certo tipo de pensamento sobre o processo eleitoral, quando evitam algumas instituições de saúde, segurança e lei, ou quando há a preferência pela espontaneidade onde se costuma recomendar a precaução, é possível perceber a afirmação de um discurso próprio no qual muitos não veem senão ruídos.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui