INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: MATRYOSHKA PUTINA: MASCULINIDADES, SEGURANÇA E FRONTEIRAS NA RÚSSIA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): JOÃO VICTOR PINTO DUTRA

Colaborador(es):  MONICA HERZ - Orientador
Número do Conteúdo: 27094
Catalogação:  03/08/2016 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=27094@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=27094@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.27094

Resumo:
As mudanças ocorridas na Rússia desde a eleição de Vladimir Putin são marcantes tanto nas esferas materiais como simbólicas. No plano sociológico é possível observar o aparecimento de uma masculinidade hegemônica e hipermasculina, que estabelece uma hierarquia e ordem na sociedade. Assim, é importante o questionamento sobre quais alicerces a política se sustenta e em que medida essas relações se articulam tendo em vista a criação de uma determinada ordem social produzida que marginaliza, exclui e hierarquiza. Desta maneira, o Estado como prática das relações de poder constrói dicotomias e espaços de autorização e exclusão que, em última instância são condições de possibilidade da agência política. Com as Revoluções Coloridas, a possibilidade de uma intervenção estrangeira por dentro do regime transformou-se numa paranoia constante. O ocidente, então aparece como um espaço moral de ameaças e perigos; mais que isso, aceitar e defender um estilo de vida ocidental torna-se um exemplo de anti-patriotismo e objeto da definição de limites tanto internos como externos. Nesse sentido, podemos estabelecer uma relação entre a formulação da Política Externa/política externa no estabelecimento de ameaças e perigos para uma determinada narrativa sobre a Rússia. Por isso, a matryoshka é uma figura excepcional: bonecas que definem as fronteiras uma das outras sucessivamente, mas que sempre guardam alguma coisa dentro de si. A ascensão de Vladimir Putin e as narrativas políticas que lhe são capilarizadas perpassam necessariamente questões sociais e políticas essenciais para as Relações Internacionais: segurança e perigo, interno e o externo, autoridade e exclusão.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui