$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: DIMENSÕES COMUNICATIVAS DE INTERFACES DE PROGRAMAÇÃO (APIS)
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): LUIZ MARQUES AFONSO

Colaborador(es):  CLARISSE SIECKENIUS DE SOUZA - Orientador
Número do Conteúdo: 27060
Catalogação:  28/07/2016 Idioma(s):  INGLÊS - ESTADOS UNIDOS

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=27060@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=27060@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.27060

Resumo:
Interfaces de programação, ou application programming interfaces (APIs) possuem um papel chave no desenvolvimento de software, uma vez que os programadores precisam lidar com diversas rotinas e serviços, desde bibliotecas de sistemas operacionais a frameworks de aplicação complexos. Para o uso efetivo de uma API, programadores devem ter uma boa compreensão do artefato de software, suas abstrações e conceitos subjacentes, desenvolvendo uma interpretação compatível com a intenção do designer. Devido à complexidade dos sistemas e ambientes de programação atuais, aprender e usar adequadamente uma API pode ser uma tarefa não trivial para muitos programadores. Tradicionalmente, estudos sobre o design de APIs foram desenvolvidos sob uma perspectiva de usabilidade. Esses estudos geraram evidências de que o projeto inadequado de uma API pode ter impacto sobre a produtividade de um programador e sobre a qualidade do software, e colaboraram para incrementar o design de APIs novas ou já existentes. Esta tese propõe uma nova abordagem para investigar e discutir design de APIs, baseada numa perspectiva de comunicação sob a orientação teórica da Engenharia Semiótica. Nessa perspectiva, uma API pode ser vista como um processo de comunicação que ocorre entre o designer e o programador, no qual o primeiro codifica uma mensagem para o segundo sobre como ele deve se comunicar com o sistema e usar as suas funcionalidades, de acordo com a visão de design. Essa abordagem provê uma caracterização do espaço de design de APIs que enfatiza os aspectos pragmáticos e cognitivos da comunicação humana mediada por este tipo de artefato de software. Através da coleta e da análise qualitativa de dados empíricos de repositórios de bugs e outras fontes, essa pesquisa contribui para uma compreensão mais ampla sobre o tema, provendo um framework epistêmico que pode ser usado no apoio à análise, discussão e avaliação do design de APIs.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui