INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: AS MÃES DE FAMÍLIAS FUTURAS: A REVISTA O TICO-TICO NA FORMAÇÃO DAS MENINAS BRASILEIRAS (1905-1921)
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): LUCIANA BORGES PATROCLO

Colaborador(es):  ANA WALESKA POLLO CAMPOS MENDONCA - Orientador
Número do Conteúdo: 26499
Catalogação:  31/05/2016 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=26499@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=26499@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.26499

Resumo:
A presente pesquisa tem o propósito de analisar os conteúdos femininos presentes em O Tico-Tico. O recorte temporal, de 1905 a 1921, compreende a data de lançamento do impresso e o último ano de registro da Seção para meninas, espaço fixo destinado à promoção da educação doméstica. O Tico-Tico é considerada a primeira revista ilustrada infantil brasileira e a pioneira na publicação de histórias em quadrinhos dedicadas a este público específico. A sua criação está inserida no contexto de legitimação da nova ordem sociocultural republicana, no início do século XX. Os intelectuais-fundadores – Cardoso Júnior, Luis Bartolomeu de Souza e Silva, Manoel Bomfim e Renato de Castro - creditavam à imprensa infantil a capacidade de conformar comportamentos. Em consonância ao pensamento conservador, O Tico-Tico defendia que meninos e meninas, embora igualmente crianças, possuíam papéis sociais distintos. As meninas eram preparadas, desde a infância, para o casamento e à maternidade. E os meninos, dotados dos conhecimentos necessários para liderar a nação. O arcabouço teórico desta pesquisa engloba os conceitos de gênero e representação, caracterizados como construções sociais marcadas por relações de disputa de poder. A metodologia se constitui na análise documental de mais de 800 exemplares da revista O Tico-Tico, cujo acervo digitalizado pertencente à Hemeroteca Digital Brasileira da Fundação Biblioteca Nacional.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui