INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: ESPAÇOS, PRÁTICAS E INTERAÇÕES NA EDUCAÇÃO INFANTIL: O QUE DIZEM AS CRIANÇAS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): LIANA GARCIA CASTRO

Colaborador(es):  SONIA KRAMER - Orientador
Número do Conteúdo: 25940
Catalogação:  15/03/2016 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=25940@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=25940@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.25940

Resumo:
A dissertação tem como objetivo conhecer o que as crianças falam e fazem dos/nos espaços de uma instituição de Educação Infantil. A pesquisa foi realizada em uma creche pública de um município da Região Metropolitana do estado do Rio de Janeiro (Baixada Fluminense). O primeiro movimento da pesquisa foi observar o cotidiano de uma turma com crianças de quatro anos de idade com o intuito de investigar como as crianças usam e se apropriam dos espaços; como os adultos usam e se apropriam dos espaços; como crianças e adultos, juntos ou não, usam e se apropriam dos espaços. O segundo movimento foi convidar as crianças a contar como elas olham, usam e se apropriam dos espaços. Por meio do instrumento metodológico fotográfico, esta pesquisa busca dialogar com as crianças com o objetivo de conhecer o que seus olhares e perspectivas narram sobre o que veem e registram dos espaços por elas frequentados e vividos cotidianamente. O primeiro capítulo apresenta o campo empírico, tendo como foco os direitos das crianças no tocante à qualidade dos espaços institucionais. O segundo capítulo expõe as lentes teórico-metodológicas da pesquisa: psicologia histórico-cultural de Lev Vigotski, sociologia da infância (Willian Corsaro, Manuela Ferreira e Manuel Sarmento) e filosofia do diálogo de Martin Buber. E o terceiro capítulo traz uma análise das fotografias dos espaços da creche tiradas pelas crianças da turma pesquisada. Por fim, procura-se a partir do que dizem as crianças indicar caminhos visando à qualidade dos espaços, práticas e interações na Educação Infantil.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui