INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: ENTRE A ESCOLA E A FAMÍLIA: NUANCES DE UM (DES)ENCONTRO
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): ANDRE LUIZ REGIS DE OLIVEIRA

Colaborador(es):  CYNTHIA PAES DE CARVALHO - Orientador
FATIMA CRISTINA DE MENDONCA ALVES - Coorientador
Catalogação:  15/03/2016 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=25938@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=25938@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.25938

Resumo:
Embora os estudos sobre família e sua relação com a escola não sejam recentes, a maneira como essa relação é abordada vem se reconfigurando ao longo das últimas décadas. O presente estudo busca traçar um panorama sobre a relação entre a escola e a família, analisando como esta temática surge no cenário educacional e vem ganhando cada vez mais visibilidade nos estudos sociológicos. As mudanças nessa relação estão inseridas em um cenário de transformações sociais ocorridas nas últimas décadas, dentre elas a concepção de criança, as relações no interior das famílias e sua própria organização e, como consequência, a maneira como as famílias se relacionam com a escola. Observa-se também um crescente movimento de consolidação das políticas de avaliação e monitoramento que oferecem instrumentos para implementação de políticas de responsabilização. Combinando abordagens quantitativas e qualitativas (survey e grupos focais), a pesquisa discute a relação família e escola neste novo contexto de implementação de políticas de responsabilização, desenvolvidas a partir do ano de 2009 no Município do Rio de Janeiro, através de informações disponibilizadas pelo Ministério de Educação e Cultura (MEC) através do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e complementadas com dados coletados junto a professores e diretores. Os resultados indicam que embora seja recorrente o discurso sobre os benefícios da relação de parceria a escola e a família – sobretudo para a aprendizagem e consequente longevidade escolar dos alunos – a relação ainda se encontra perpassada por efeitos perversos de uma pseudo integração colaborativa pautada em relações de poder assimétricas entre agentes escolares e famílias. Os diretores, de uma maneira geral, percebem uma aproximação da família com a escola nos últimos tempos, mas ainda predomina uma visão sobre os pais como desinteressados e distantes do processo educacional e pouco se fala em como reverter esse quadro. Outro aspecto que se mostrou presente foi a importância que o território exerce nas relações das famílias com a escola, visto que a cobrança dos pais se faz presente de maneira expressiva em escolas que não estão próximas a favelas. A pesquisa mostra, ainda, que não basta que a família esteja na escola apenas como uma presença pontual para reuniões ou para tratar de assuntos de indisciplina e mau desempenho, mas se faz necessário potencializar sua participação transformando-a em compromisso, engajamento e, acima de tudo, corresponsabilização.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui