INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: A CONSTRUÇÃO DAS IDENTIDADES DO PROFESSOR EM GREVE: UMA ANÁLISE CRÍTICA E SISTÊMICO-FUNCIONAL DO DISCURSO AVALIATIVO DE REPORTAGENS JORNALÍSTICAS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): CAMILA GOMES PINTO SOBRINHO

Colaborador(es):  ADRIANA NOGUEIRA ACCIOLY NOBREGA - Orientador
Número do Conteúdo: 25593
Catalogação:  18/12/2015 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=25593@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=25593@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.25593

Resumo:
Com o objetivo de investigar a construção das identidades do professor em greve no discurso avaliativo de reportagens jornalísticas, a presente pesquisa analisa reportagens online, veiculadas durante dois períodos de greve dos professores da rede pública do Rio de Janeiro – de agosto a outubro de 2013 e de maio a junho de 2014 – pelos jornais O Globo e O Dia. A investigação busca discutir as seguintes questões: 1) que identidades do professor em greve são construídas pelo discurso avaliativo de reportagens jornalísticas?; 2) de que modo os recursos linguísticos avaliativos produzem discursos que constroem essas identidades?; e 3) que significados ideológicos são gerados no discurso das reportagens analisadas, sugerindo relações de poder e dominação que envolvem o professor em greve? Para fundamentar a análise, o estudo, com foco interdisciplinar, apoia-se na perspectiva teleológica sobre gêneros discursivos (Martin, 1992; Vian Jr. e Lima Lopes, 2005); na abordagem sociossemiótica de linguagem da Linguística Sistêmico-Funcional (Halliday, 1994), especialmente nos recursos do Sistema de Avaliatividade (Martin e White, 2005; Vian Jr., 2010); na Análise Crítica do Discurso (Chouliaraki e Fairclough, 1999) e nas teorias socioconstrucionistas de identidade propostas por Moita Lopes (2003), Hall (2005), Bauman (2005) e Duszak (2002). Resultados sugerem a construção de múltiplas identidades do professor em greve, em sua maioria negativas, tais como: agressivo, tumultuador, baderneiro, intransigente, irresponsável e, de forma positiva, como corajoso. Dentre as contribuições teóricas da pesquisa, destaca-se a rica interface entre abordagens sociais e críticas de linguagem que não compreendem o fenômeno linguístico de outro modo a não ser cultural e sóciohistoricamente situado. No que tange a minha prática docente – e à dos professores da rede pública de ensino que reconhecem a greve como direito legítimo –, o estudo proporcionou a reflexão acerca de como temos discursivamente construídas nossas identidades no e pelo discurso da mídia jornalística.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui