INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: STORYTELLING BASEADO NA INTERAÇÃO SOCIAL DA AUDIÊNCIA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): AUGUSTO CESAR ESPINDOLA BAFFA

Colaborador(es):  BRUNO FEIJO - Orientador
Número do Conteúdo: 25300
Catalogação:  09/10/2015 Idioma(s):  INGLÊS - ESTADOS UNIDOS

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=25300@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=25300@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.25300

Resumo:
Ao contar uma história, o narrador usa toda sua habilidade para entreter a audiência. Esta tarefa não define apenas o ato de contar uma história, mas também a capacidade de compreender as reações do público durante a narração da história. Não é muito difícil adaptar uma história para um único individuo baseando-se em suas preferências e escolhas anteriores, porém, a tarefa de escolher o que é melhor para um grupo torna-se bastante complicada. A seleção por votação de uma maioria pode não ser eficiente pois descarta alternativas que foram consideradas secundárias por alguns indivíduos, mas que funcionariam melhor para o grupo em questão. Desta forma, a seleção descuidada dos eventos em uma história poderia causar a ruptura do grupo, fazendo com que algumas pessoas desistam de continuar assistindo pois não foram agradadas. Esta tese propõe uma metodologia para criar histórias adaptadas para a audiência com base em traços de personalidade e preferências de cada indivíduo. Como uma audiência pode ser composta de indivíduos com preferências semelhantes ou mistas, é necessário considerar uma solução de meio-termo com base nas opções individuais. Além disso, os indivíduos podem ter algum tipo de relação com os outros que influenciam suas decisões. O modelo proposto aborda todas as etapas da missão de agradar ao público. Deve inferir quais são as preferências, calcular a recompensa das cenas para todos os indivíduos, estimar as escolhas de forma independente e em grupo, e permitir sistemas de Storytelling Interativos encontrar a história que maximiza a recompensa esperada da audiência. O modelo proposto pode ser facilmente estendido a outras áreas que envolvem usuários interagindo com ambientes digitais.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui