$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC |



Título: DO DISCURSO À CIDADE: POLÍTICAS DE PATRIMÔNIO E A CONSTRUÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO NO CENTRO HISTÓRICO DE MANAUS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): MARIA EVANY DO NASCIMENTO

Colaborador(es):  OTAVIO LEONIDIO RIBEIRO - Orientador
Número do Conteúdo: 24969
Catalogação:  24/07/2015 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=24969@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=24969@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.24969

Resumo:
O trabalho intitulado Do Discurso à Cidade: Políticas de Patrimônio e a Construção do Espaço Público no Centro Histórico de Manaus discute a concepção de patrimônio em Manaus no final do século XX e início do século XXI, especificamente o período de 1997 a 2012. Tal discussão se dá a partir dos discursos centrados nas Leis, decretos e projetos que compõem as políticas de patrimônio na cidade, amparadas nos discursos veiculados nos periódicos e materiais de divulgação das instituições envolvidas (Iphan, Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas e Secretaria Municipal de Cultura). A questão que se buscou responder foi: como e até que ponto os discursos do patrimônio interferem na construção do espaço público no Centro Histórico de Manaus? Para desenvolver tal questão, optou-se por pesquisa documental e pesquisa de campo com análise e interpretação dos dados, seguindo a linha de análise intertextual do historiador das ideias Quentin Skinner, que está centrada na intertextualidade, com destaque para o vocabulário normativo. No percurso da pesquisa, observou-se que no período em questão, delimitado por dois marcos – 1997, período da instalação da nova política cultural com a criação da Secretaria de Cultura do Estado e 2012, com o tombamento do Centro Histórico de Manaus pelo Iphan - cinco espaços do Centro Histórico passaram por um processo denominado de revitalização. Este processo de revitalização apontou para princípios formais e estéticos presentes na Manaus da Belle Époque, cujos espaços foram construídos na passagem do século XIX para o século XX, inspirados em padrões europeus e se mantiveram gravados na cidade até os anos 1960, quando estes padrões arquitetônicos foram substituídos por espaços necessários à implementação da Zona Franca de Manaus. Dessa forma, o projeto modelo foi o Largo de São Sebastião, que teve ruas fechadas para o trânsito e a revitalização da praça e do entorno do Teatro Amazonas. Este foi o primeiro espaço revitalizado e aberto para o olhar dos passantes, em 2004, sendo reproduzido em mais quatro espaços nos anos seguintes, sugerindo a ideia de cidade-postal. Por esse caminho, a pesquisa levou a refletir que os discursos podem ter contribuído para a construção do espaço público e que esta construção teve dois caminhos que se desdobram: a revitalização do espaço físico e a revitalização da memória afetiva sobre esses mesmos espaços, trazendo para o espaço presente, a Manaus de Antigamente. Ao buscar identificar os possíveis discursos que constroem as muitas cidades que habitam o Centro Histórico de Manaus, indicou-se o que poderia constituir patrimônio nas vozes locais.

Descrição Arquivo
CAPA, DEDICATÓRIA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO, LISTAS, EPÍGRAFE  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS, APÊNDICES  PDF
Logo maxwell Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui