$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: A NATURALIZAÇÃO E A REPRESENTAÇÃO VISUAL DO GÊNERO INFANTIL: A VIOLÊNCIA NA SÉRIE HORA DE AVENTURA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): PEDRO FARIA SARMENTO

Colaborador(es):  NILTON GONCALVES GAMBA JUNIOR - Orientador
Número do Conteúdo: 24068
Catalogação:  12/02/2015 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=24068@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=24068@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.24068

Resumo:
A dissertação tem como objetivo analisar as representações imagéticas voltadas ao público infantil utilizando o conceito de naturalização. Tendo como eixo norteador a análise da representação visual, este trabalho tem como foco os aspectos estéticos, mas também aponta ligações com desdobramentos no âmbito ético, social e político. Para a imersão no contexto imagético, o conceito de naturalização (e desnaturalização) de Pier Paolo Pasolini é a principal base teórica, que o aprofundamos no diálogo com outros autores, tais como Walter Benjamin, E. H, Gombrich, Lyotard, Bourdieu, W. J. T. Mitchel. Para a discussão do tema infância e as produções culturais correlatas, trazemos Philippe Ariès, Nelly Novaes Coelho, Daniel Harris e Neil Postman. Após a fundamentação teórica e o resgate histórico da noção de infância analisamos, como estudo de caso, o desenho animado Hora de Aventura. Este programa é um núcleo irradiador que possibilita traçar paralelismos com outras mídias, gêneros e períodos históricos. Aproximando desenhos animados, brinquedos, livros, quadrinhos, filmes, propagandas entre si, percebemos tensões e contradições na compreensão do que é ou não determinado como uma representação do gênero infantil. A partir da classificação indicativa (que determina que conteúdos são apropriados a cada faixa etária), destacamos a temática da violência, que apresenta diversas questões em sua expressão imagética observando que tipos de recursos visuais são permitidos ou não na representação deste tema para a criança.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui