INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: A CONVERSÃO ADJETIVO/SUBSTANTIVO EM FORMAÇÕES DEVERBAIS X-DO NO PORTUGUÊS DO BRASIL
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): FABIO FLORES

Colaborador(es):  MARGARIDA MARIA DE PAULA BASILIO - Orientador
Número do Conteúdo: 22451
Catalogação:  03/02/2014 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=22451@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=22451@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.22451

Resumo:
Este trabalho investiga as formações deverbais X-do, com o objetivo de determinar até que ponto tais formações estariam circunscritas à classe dos adjetivos ou, ao contrário, apresentariam propriedades também de substantivos. Inicialmente discorre-se sobre o problema da classificação de palavras segundo diferentes perspectivas, tais como as da gramática tradicional e a do Estruturalismo. A seguir, trata-se da questão da conversão categorial e do tratamento dado pela gramática tradicional (como derivação imprópria) e pela Morfologia Lexicalista com respeito às categorias lexicais. Ademais, trata-se da questão da relação entre o adjetivo em –do e a função gramatical do particípio passado. Também se aborda o papel da metonímia ao lado do processo morfológico de formação de nomes de afetado do tipo X-do. Finalmente, discorrese acerca de casos específicos, coletados a partir do jornal O Globo durante dois meses. O apêndice constitui-se de testes elaborados a fim de identificar quais formações ocorrem como substantivos convertidos, quais ocorrem como substantivos apenas em contextos restritos a ocorrências genéricas e quais ocorrem apenas como adjetivos. As conclusões são apresentadas a partir dos resultados verificados mediante a aplicação dos testes.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT E SUMÁRIO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
CAPÍTULO 7  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS, APÊNDICE  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui