$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: INTERDISCURSIVIDADE E PRÁTICAS COTIDIANAS: MODOS DE FAZER/OPERAR A POLITICA DE RESERVA DE VAGAS NA UERJ
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): LUCIANA FERREIRA BARCELLOS

Colaborador(es):  SOLANGE JOBIM E SOUZA - Orientador
Número do Conteúdo: 21803
Catalogação:  23/07/2013 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=21803@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=21803@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.21803

Resumo:
Este trabalho tem por objetivo investigar as práticas cotidianas a partir da implementação da política de reserva de vagas na UERJ. A política foi implementada nas universidades publicas brasileiras no conjunto mais amplo de ações afirmativas no ensino superior no Brasil, estando entre as pioneiras, a UNB (2002); UNEB (2003) e UERJ (2002). Os recortes contemplados pela política são vários, e os critérios de ingresso são estabelecidos de acordo com cada universidade, incluindo a autodeclaração, comissão de avaliação, fotografia, descendência, etc. A pesquisa pretendeu investigar as práticas cotidianas na UERJ a partir da política de reserva de vagas, que adota como recortes a raça e a condição socioeconômica, cujo critério de ingresso foi a autodeclaração. Estruturou-se uma política de assistência estudantil através do Proiniciar e da concessão de bolsa-permanência e do kit_cotista para custeio de gastos básicos para a formação do estudante ingressantes pela reserva de vagas. A UERJ fala pelas paredes: este é modo de comunicação entre os sujeitos da UERJ que torna esta instituição peculiar. Sendo assim, proposta metodológica utiliza o registro de imagens-fotográficas de cartazes, informes, desenhos espalhados pelas paredes da universidade e a entrevista como etapa suprasequente, pondo em diálogo as imagens expostas na UERJ, o pesquisador e os sujeitos da pesquisa – grupos e/ou sujeitos ativos politicamente e participantes do cotidiano da instituição – estudantes, cotistas e não-cotistas, funcionários, movimentos estudantis e representações dos cursos de graduação. Entende-se entrevista como um espaço de produção de sentidos e interdiscursividade como a possibilidade de trazer à tona a rede ideológica e de forças que compõem e atravessam as relações e experiências dos sujeitos da UERJ a partir da experiência da reserva de vagas.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui