INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: CONSELHOS DE ADMINISTRAÇÃO E MONITORAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO ESTRATÉGICA: UM MODELO DE EFICÁCIA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): MARCIO ALVES AMARAL BAPTISTA

Colaborador(es):  MARIA ANGELA CAMPELO DE MELO - Orientador
TERESIA DIANA LEWE VAN ADUARD DE MACEDO SOARES - Coorientador
Número do Conteúdo: 21440
Catalogação:  04/04/2013 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=21440@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=21440@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.21440

Resumo:
Desenvolveu-se neste estudo um modelo para analisar a eficácia de um Conselho de Administração - CA na monitoração da implementação estratégica – IE com base em fatores não estruturais antecedentes. Não obstante o intenso debate em curso sobre como a governança corporativa - GC e os CAs devem assegurar o atingimento dos objetivos estratégicos das empresas, não foram identificados estudos que analisem sistematicamente a tarefa de monitoração da IE nos CAs, propondo modelos de eficácia. Endereçando essa lacuna, partiu-se de modelos gerais de desempenho de CAs para, com base na Teoria de Produção em Equipe (Blair E Stout, 1999), identificar fatores específicos que podem afetar o desempenho dos conselhos no asseguramento da implementação estratégica. Empregou-se um método de pesquisa integrativo, em duas etapas. A primeira, qualitativa, consistiu de entrevistas com conselheiros de administração experientes, visando obter subsídios para delimitar um modelo conceitual preliminar desenvolvido a partir do referencial teórico. Esse modelo preliminar é, em si mesmo, um produto de pesquisa que poderá embasar estudos futuros. A segunda etapa consistiu de uma survey com 217 conselheiros de administração de empresas brasileiras, com o objetivo de coletar dados sobre a intensidade das relações entre as variáveis selecionadas, confirmando sua validade. Em virtude da existência de relações simultâneas entre os construtos da pesquisa e de erros de mensuração, empregou-se a modelagem de equações estruturais para analisar o desempenho de quatro modelos concorrentes embasados na teoria. O modelo final incluiu cinco construtos explicativos da Eficácia na Monitoração da IE: a Liderança do Presidente do CA, o Acesso a Informações, o Conhecimento do Negócio, a Dinâmica de Trabalho do CA e a Atenção à Monitoração da IE. Esse modelo confirmou todas as hipóteses formuladas sobre relações entre esses construtos e explicou 54 por cento da variância observada na Eficácia na Monitoração da IE. Os resultados indicaram a existência de mediações múltiplas entre os construtos. A Liderança do Presidente do CA mostrou-se positivamente associada ao Acesso a Informações, à Dinâmica de Trabalho do CA e à Atenção à Monitoração da IE. Isso sugere que um presidente do CA com melhores atributos de liderança poderá influenciar simultaneamente diversos fatores que impactam o desempenho do CA na monitoração estratégica. Verificou-se, também, que CAs com melhor acesso às informações e mais conhecimentos específicos do negócio poderão apresentar uma dinâmica de trabalho que favorecerá a monitoração da IE. Também em linha com o esperado, observou-se que o desempenho do CA na monitoração estratégica depende diretamente do grau de atenção dedicado à tarefa. Esse resultado sugere que a adoção tanto de políticas internas como de normas que incluam a monitoração da implementação estratégica na pauta do CA afetará o desempenho do Conselho nessa tarefa. O real funcionamento dos CAs é um tema pouco pesquisado, devido a reconhecidas dificuldades empíricas. Ao identificar a natureza das relações entre os antecedentes de eficácia de CAs na monitoração estratégica em um contexto não anglo-americano, este estudo pretende fazer uma contribuição inovadora para a expansão do conhecimento e para a melhoria das práticas de GC e de gestão estratégica.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui