INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: DESIGN E MEMÓRIA: A ECONOMIA SIMBÓLICA DA PRODUÇÃO DE RONALDO FRAGA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): JOAO DALLA ROSA JUNIOR

Colaborador(es):  ALBERTO CIPINIUK - Orientador
Número do Conteúdo: 19968
Catalogação:  26/07/2012 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=19968@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=19968@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.19968

Resumo:
A presente pesquisa tem por objetivo estabelecer a relação entre a prática do design e a memória social, tendo em vista a compreensão do contexto da produção de bens simbólicos sob o fenômeno da moda e da temporalidade da sociedade capitalista e industrial. Através do conteúdo narrativo sobre as referências do passado presentes na produção de Ronaldo Fraga, propomos uma análise teórica acerca da prática social do design, colocando em questão as associações entre as representações da memória social e a produção de objetos de vestuário. A partir de uma abordagem sociológica, identificamos os aspectos coletivos da prática do design, destacando as características da produção de Fraga e enfatizando como a lógica da moda articula os valores da memória em uma economia simbólica. Neste sentido, investigamos as formas pelas quais as memórias são transformadas em produtos no mundo do vestuário. Exploramos a noção de coleção de moda, de tradição e de narrativa no desenvolvimento do design-história. Dedicamo-nos, também, a examinar como a moda, enquanto campo de produção cultural, se estrutura a partir de relações temporais específicas, cuja função da memória fornece particularidades aos valores econômicos em jogo na prática de produção do vestuário. Assim, nos concentramos no papel desempenhado por Ronaldo Fraga no contexto de inclusão da moda ao Ministério da Cultura e na exposição Rio São Francisco como o lugar consagrado que representa a relação entre a prática em design e a memória social.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT E SUMÁRIO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E ANEXOS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui