INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: O CONCEITO DE CIVILIZAÇÃO EM DOMINGO FAUSTINO SARMIENTO E JUAN BAUTISTA ALBERDI: A UTOPIA DE CIVILIZAR E ORDENAR
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): CLAUDIO LUIS QUARESMA DAFLON

Colaborador(es):  MARIA ELISA NORONHA DE SA MADER - Orientador
Número do Conteúdo: 19336
Catalogação:  27/03/2012 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=19336@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=19336@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.19336

Resumo:
Esta dissertação pretende analisar o conceito de civilização em Juan Bautista Alberdi e Domingo Faustino Sarmiento, enfatizando as ressignificações que eles realizam desde a entrada da Geração de 1837 no jogo político, até o início da década de 1850 – quando disputaram qual seria o melhor projeto para civilizar e organizar a incipiente nação argentina. A hipótese principal desenvolvida aqui é a de uma crescente aproximação entre os conceitos nação e civilização; afinal os projetos nacionais-civilizatórios, idealizados por aqueles intelectuais, traziam a novidade da possibilidade de transformar o que consideravam um deserto de sociabilidade em uma civilização que, se ainda estaria inicialmente em um patamar inferior ao Europeu, era pensada cada vez mais como passível de ser transformada em uma nação civilizada.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT E SUMÁRIO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui