INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: INFÂNCIA E INFÂNCIAS: NARRATIVAS DE ABANDONO NA FICÇÃO E NA VIDA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): CARLA E SZAJDENFISZ JARLICHT

Colaborador(es):  SONIA KRAMER - Orientador
Número do Conteúdo: 18368
Catalogação:  28/09/2011 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=18368@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=18368@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.18368

Resumo:
Esta dissertação compreende três eixos: infância, abandono e literatura infantil e juvenil. Traz como objetivos analisar como a infância abandonada é apresentada na literatura infantil e juvenil contemporânea brasileira e qual o impacto causado por essa literatura nas crianças que se encontram em situação de desamparo. Tomo o percurso histórico-sociológico sobre a construção do conceito de infância realizado pelo historiador Philippe Ariès e as pesquisas das historiadoras Mary Del Priore e Maria Luíza Marcílio que contemplam a infância brasileira e a questão do abandono. Proponho um corte transversal nessa leitura trazendo a contribuição filosófica de Walter Benjamin sobre a infância. No que tange à literatura, foram escolhidas quatro obras que se sensibilizam com a questão em debate: O Praça XV, de Paula Saldanha (1981), Cena de rua, de Ângela Lago (1994), O menino que não se chamava João e a menina que não se chamava Maria - um conto de fadas brasileiro, de Georgina Martins (1999) e Uólace e João Victor, de Rosa Amanda Strausz (1999). A pesquisa de campo foi realizada junto às crianças e adolescentes, freqüentadores do projeto Ao Encontro dos Meninos e Meninas em Situação de Rua na Fundação São Martinho, entidade civil de caráter filantrópico, situada na Lapa, Rio de Janeiro. Como proposta metodológica, foram desenvolvidas oito rodas de leitura, com duração média de 50 minutos, ao longo de quatro meses. Foi observado que a literatura despertou a reflexão e a fala desses meninos e meninas. Mudança, sonhos, medo da morte, abandono foram temas levantados e discutidos pelos participantes. A educação, a escola e a família surgem nas falas como soluções de uma vida diferente. Nos fragmentos de história trazidos por esses leitores contemplamos sentimentos e pensamentos que a história oficial não conta. Ao mesmo tempo, esses fragmentos remontam uma história que é coletiva.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO E LISTAS  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui