$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: A CAPACIDADE INOVADORA DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA BRASILEIRA E A RELAÇÃO COM SEU DESEMPENHO COMPETITIVO
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): LUISE ANGELA CUNHA VELLOSO

Colaborador(es):  JORGE FERREIRA DA SILVA - Orientador
Número do Conteúdo: 16603
Catalogação:  30/11/2010 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=16603@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=16603@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.16603

Resumo:
A inovação é considerada um dos fatores fundamentais para o desempenho das organizações. Na área da saúde, sobretudo na indústria farmacêutica, a inovação representa sua força motriz. O mercado farmacêutico global vem enfrentando diversos desafios tais como a concorrência acirrada dos medicamentos genéricos, o aumento do rigor regulatório e dos custos de desenvolvimento de novas drogas, bem como a pressão dos governos para redução dos seus gastos com saúde. Neste cenário, a capacidade de inovação permanente será fator crítico para a busca da vantagem competitiva sustentável. Essa pesquisa tem como objetivo identificar o nível de desenvolvimento de competências para a inovação e até que ponto a presença destas competências, em uma amostra de empresas nacionais da indústria farmacêutica brasileira, está relacionada com seu desempenho competitivo. Inicialmente foram realizados levantamento bibliográfico e a aplicação de um questionário, construído especificamente para o setor analisado. A análise dos dados coletados resultou na identificação de níveis baixos e médios de internalização das competências para inovar. Como esperado, o grupo de empresas com maior nível de desenvolvimento dessas competências apresentou graus mais elevados em relação às variáveis de desempenho. O estudo evidenciou, ainda, que as competências Inserir a Inovação na Estratégia da Organização e Cooperar para as inovações, possuem um relacionamento positivo direto com a margem líquida das empresas pesquisadas.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO E LISTAS  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
CAPÍTULO 7  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E ANEXOS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui