INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: VENCEDORAS, ESTRATEGISTAS E/OU INVISIBILIZADAS? UM ESTUDO DAS POSSIBILIDADES E DOS LIMITES DO PROGRAMA PRÓ-EQUIDADE DE GÊNERO PARA AS MULHERES NEGRAS NAS EMPRESAS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): JUSSARA FRANCISCA DE ASSIS

Colaborador(es):  DENISE PINI ROSALEM DA FONSECA - Orientador
Catalogação:  22/11/2010 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=16547@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=16547@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.16547

Resumo:
O presente trabalho teve como objetivo principal estudar o Programa Pró- Equidade de Gênero - PPEG com a pretensão de conhecer em que medida tal programa vem possibilitando a melhoria das condições de trabalho para as mulheres negras que fazem parte do quadro efetivo de três grandes empresas brasileiras da área de energia situadas na região sudeste do Brasil. A partir deste estudo, procuramos contribuir para a discussão das especificidades das mulheres negras no que diz respeito ao direito a ter uma ocupação que lhes possibilitem condições equânimes de trabalho e vida para si e seus familiares. Para tanto, tomamos por metodologia a realização de pesquisa qualitativa onde foram realizadas entrevistas semiestruturadas com três grupos inseridos na dinâmica laboral das empresas analisadas, a saber: três coordenadoras dos grupos de gênero, responsáveis pela operacionalização do PPEG, além da coordenadora nacional do programa; seis assistentes sociais e seis mulheres negras, totalizando dezesseis entrevistas. Os resultados desta pesquisa demonstram que o PPEG não tem contribuído para a melhoria das condições de inclusão, ascensão e permanência de mulheres negras nestas empresas. Tão pouco há a possibilidade de tal programa vir a ser uma política de ação afirmativa plena que combata as desigualdades sociais que permeiam as mulheres negras. No que se refere à atuação do Serviço Social em torno das desigualdades de gênero e raça não foi verificada ações específicas para tal fim. Entretanto, as profissionais inseridas nestas empresas reconhecem que têm condições de contribuir para a diminuição as desigualdades que incidem sobre as mulheres negras.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO E LISTAS  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS, APÊNDICE E ANEXOS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui