INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: A RODA DA FORTUNA: MODERNISMO E ADAPTAÇÃO EM RAÍZES DO BRASIL DE SÉRGIO BUARQUE DE HOLANDA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): LEONARDO AYRES PADILHA

Colaborador(es):  RICARDO AUGUSTO BENZAQUEN DE ARAUJO - Orientador
Número do Conteúdo: 16484
Catalogação:  21/10/2010 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=16484@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=16484@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.16484

Resumo:
O presente trabalho consiste na análise da atividade de crítica literária e de ensaística de Sérgio Buarque de Holanda desde o início da década de 1920 até 1936, ano da publicação da primeira edição de Raízes do Brasil. O argumento procura considerar que há uma conexão particular entre a atividade de crítico integrante do movimento modernista, exercida pelo autor nos primeiros anos, e a formulação das questões que atravessam sua obra de 1936. Entretanto, esta relação depende de uma compreensão específica de sua participação no movimento modernista, que se deu por meio de um duplo movimento: a defesa da renovação estética e a preocupação com a forma da tradição na sociedade brasileira. O diálogo com autores como Alceu Amoroso Lima e Mário de Andrade e a posterior viagem à Alemanha, levaram Sérgio Buarque a consolidar suas posições modernistas e apurar suas preocupações sobre a peculiaridade da formação do Brasil. O trabalho pretende discutir esta trajetória do pensamento do autor, culminando na análise das idéias de fortuna e adaptação; o que se revelou como uma estratégia de entendimento de alguns argumentos de Raízes fora do aproveitamento mecânico do esquema weberiano (dos tipos-ideais e do processo de racionalização do mundo) para a compreensão da colonização portuguesa no Brasil.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT E SUMÁRIO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui