INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: INTERVENÇÕES: INFLUÊNCIA DA POLÍTICA DOMÉSTICA EM DECISÕES DE POLÍTICA EXTERNA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): CRISTINA VINCIPROVA DOS REIS

Colaborador(es):  LETICIA DE ABREU PINHEIRO - Orientador
Número do Conteúdo: 15733
Catalogação:  07/06/2010 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=15733@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=15733@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.15733

Resumo:
Esta dissertação trata dos processos decisórios de política externa que levaram os EUA a intervirem na República Dominicana no ano de 1965 e a URSS a intervir na Tchecoslováquia em 1968. Procuro analisar como a política doméstica das superpotências influenciou suas políticas externas, estudando as motivações dos diversos grupos dentro destes Estados e, principalmente, a forma pela qual se produziu consenso em torno das intervenções militares. Explico que as decisões foram tomadas a partir de considerações sobre a tática mais apropriada para ampliação ou, no mínimo, manutenção do poder relativo destes Estados. Procuro demonstrar, portanto, que as divergências entre os grupos domésticos no que se refere às decisões táticas podem dificultar e até inviabilizar esforços de política externa dos Estados, mas que estes grupos têm um interesse comum, que é definido em termos de poder relativo do Estado em que se inserem. Com os resultados desta análise, podemos avaliar a vantagem, em termos de capacidade explicativa, do realismo neoclássico em relação ao paradigma liberal quando se trata de teorizar sobre política externa na área de segurança.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT E SUMÁRIO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui