INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: ACONTECIMENTO: ESPAÇO-TEMPO A PARTIR DE MUSIQUE D’AMEUBLEMENT E DE MIRRORED CUBES
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): ANA MARCELA FRANCA DE OLIVEIRA

Colaborador(es):  CECILIA COTRIM MARTINS DE MELLO - Orientador
Número do Conteúdo: 15311
Catalogação:  02/03/2010 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=15311@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=15311@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.15311

Resumo:
O desdobramento da obra de arte no espaço-tempo da vida pode ser vista em muitos trabalhos das vanguardas moderna e contemporânea. A realização desses trabalhos se faz na simultaneidade dos eventos do mundo, sendo o acaso e a indeterminação elementos essenciais no acontecer da obra. Assim, a obra de arte é aberta ao campo de possibilidades próprio à aleatoriedade da realidade tangível, sendo a sua forma um processo em constante modificação. As significações, então, se instauram na multiplicidade dos eventos, em que a pretensão de se ter uma forma encerrada se dissolve no constante devir. E isso faz dessas obras um acontecimento, devido a sua realização na superfície da espacialidade-temporal. A partir da Musique d’ameublement de Erik Satie, de cerca de 1917-1920, e de Untitled (mirrored cubes) de Robert Morris, de 1965, buscaremos compreender a noção de acontecimento instaurada por esses dois trabalhos, assim como será discutida essa mesma noção deflagrada em outros artistas que de alguma forma se relacionam com os dois citados, como, por exemplo, em John Cage. E sendo a música de Satie feita para ser tocada em ambientes pertencentes ao cotidiano, entre conversas e ações corriqueiras, e os cubos espelhados de Morris acontecerem durante a experiência do observador, enquanto circundando, a arte se realiza, então, como um acontecimento, em que seus desdobramentos, agora, ficam por conta do acaso.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT E SUMÁRIO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui