$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: PERCURSOS E ESTRATÉGIAS DE LEITURA-NAVEGAÇÃO DE JOVENS UNIVERSITÁRIOS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): MARCELA AFONSO FERNANDEZ

Colaborador(es):  MARIA APPARECIDA CAMPOS MAMEDE NEVES - Orientador
Número do Conteúdo: 14327
Catalogação:  06/10/2009 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=14327@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=14327@2

Resumo:
Nas culturas ocidentais assentadas na lógica de redes tecida na internet, presenciamos uma transformação no que tange ao suporte, à técnica de produção textual e às novas possibilidades de receber, apropriar-se e interagir com a textualidade digital que integra diversas linguagens (verbais e não verbais), parecendo contribuir para uma gradual instauração de novas maneiras de ler. Partindo dessa questão, esta tese tem como objetivo principal investigar as práticas de leitura/navegação empreendidas por jovens universitários ao desenvolverem buscas temáticas de cunho acadêmico em sites da internet. Para tanto, o trabalho tem como referência dois tipos de estudo: o que busca compreender as características e dinâmicas socioculturais subjacentes às redes interativas da Internet, pautando-se principalmente em Manuel Castells; o que se dedica à natureza multifacetada do hipertexto, baseando-se em George Landow, Jay Bolter, Ingedore Koch, Luiz Antônio Marcuschi e Antonio Carlos Xavier, entre outros autores. Para completar o estudo teórico, houve necessidade de que se precisasse a conceituação do termo leitura/navegação, recorte necessário para a constituição do foco principal desta pesquisa. Assim sendo, foram realizados estudos apoiados em autores como Stephania Padovani, Leslie Whitaker, Andréa Garavaglia, Taciana Burgos, Séraphin Alava e Lucia Santaella. A partir dessas âncoras teóricas, o trabalho adotou como premissa básica a fusão entre os conceitos de leitura e navegação e baseou-se, sobretudo, nos estudos de Roger Chartier. A pesquisa usou como desenho metodológico uma investigação de caráter qualitativo, tendo como instrumentos de coleta de dados o questionário, a observação, a captura e a gravação do percurso de leitura/navegação e a entrevista empreendida com os universitários, para que fossem atingidos os objetivos propostos. Os dados colhidos a partir dessas estratégias produziram um corpo de conhecimentos sobre as ações de leitura/navegação de uma amostra intencional de 10 jovens universitários, analisadas individualmente, comparadas entre si e confrontadas com as considerações dos autores acima apontados. Como desdobramento dessa análise, alguns estilos e algumas estratégias de leitura/navegação foram identificados, dando a impressão de que estão sendo (re)inventados pelos jovens. Os resultados alcançados mostram que essas estratégias estão muito próximas dos mapas de navegação do pensamento humano, indicando que essa sintonia acentua o uso de práticas socioculturais de leitura diferentes das anteriormente assumidas pelos leitores e reforçando a ideia de que a apropriação da textualidade digital delineia novos modos de ser leitor na contemporaneidade.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT E SUMÁRIO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
CAPÍTULO 7  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui