$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: MÉTODO HÍBRIDO DE CORRESPONDÊNCIA PARA PARES ESTEREOSCÓPICOS DE IMAGENS AÉREAS E DE SATÉLITE DE ALTA DEFINIÇÃO
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): YVES DENIS HECKEL

Colaborador(es):  RAUL QUEIROZ FEITOSA - Orientador
JORGE LUIS NUNES E SILVA BRITO - Coorientador
Número do Conteúdo: 14101
Catalogação:  10/09/2009 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=14101@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=14101@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.14101

Resumo:
A partir da disponibilização comercial de imagens de alta resolução, modelos 3D de superfícies geradas a partir de imagens aéreas e de satélite tornaram-se uma alternativa mais atraente para aplicações como planejamento de telecomunicações, monitoramento de desastres e planejamento urbano. A exatidão dos modelos 3D da superfície terrestre baseados em pares de imagens estereoscópicas depende da exatidão com que pontos homólogos são localizados em ambas as imagens. Os métodos automáticos de localização de pontos homólogos em imagens digitais baseados em área, combinados com técnicas de crescimento de região, são capazes de produzir uma nuvem densa e exata de pontos homólogos. Entretanto, o processo de crescimento de região pode ser interrompido em regiões da imagem cujo efeito de uma variação abrupta da paralaxe no eixo x aparece de maneira importante. Neste caso, novas sementes devem ser introduzidas, normalmente por um operador humano. A partir dessas novas sementes, o processo será reiniciado. Dependendo do tipo da imagem utilizada e da estrutura 3D da região mapeada, a intervenção humana pode ser considerável. Propõe-se então uma alternativa completamente automatizada no qual se combinam as técnicas do SIFT (Scale Invariant Feature Transform), mínimos quadrados e crescimento de região. Experimentos realizados em pares de imagens aéreas e de satélite cobrindo diversos tipos de terrenos mostraram a eficácia do método proposto, especialmente em regiões com mudanças abruptas de elevação, como fachadas de prédios altos.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO E LISTAS  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E APÊNDICES  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui