$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC |



Título: QUANTIFICAÇÃO DO RISCO DE CRÉDITO: UMA ABORDAGEM UTILIZANDO O MODELO ESTRUTURAL DE MERTON
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor: JOSE CARLOS FRANCO DE ABREU NETO

Colaborador(es):  TARA KESHAR NANDA BAIDYA - Orientador
PAULO HENRIQUE SOTO COSTA - Coorientador
Número do Conteúdo: 13060
Catalogação:  19/02/2009 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=13060@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=13060@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.13060

Resumo:
Mensurar o risco de default justo para uma empresa sempre foi uma tarefa crucial para uma instituição financeira na hora de emprestar, principalmente, hoje em dia, com o aumento da competitividade e a redução dos spreads. Por outro lado, as empresas também precisam ser críticas e devem saber determinar o seu grau de risco com a mesma exatidão das instituições financeiras.Todos os agentes de mercado devem possuir as melhores ferramentas para mensurar o risco de crédito. Com esse intuito será apresentado nesta dissertação uma metodologia de análise de risco de crédito que está sendo muito discutida no momento. O foco será no modelo teórico de equilíbrio de Merton, 1974, que foi amplamente difundido pela KMV Corporation, que desenvolveu um modelo baseado nas premissas de Merton para fazer previsão de default. A dissertação começará com uma abordagem sobre o cenário que levou ao desenvolvimento de novos modelos para quantificar o risco de crédito. Em seguida, será feita uma revisão da modelagem KMV e da modelagem DLI (baseada na teoria de Merton, 1974). Após, será estimado o valor dos ativos a partir do valor do equity e calculada a probabilidade de default de empresas brasileiras, negociadas em bolsa, e que realmente entraram em default. Serão discutidas as vantagens e desvantagens apresentadas por estes dois modelos e as diferenças que existem entre a modelagem da KMV e a DLI.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO E LISTAS  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
CAPÍTULO 7  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E APÊNDICES  PDF
Logo maxwell Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui