$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: SOBRE A IDENTIDADE DA METÁFORA LITERÁRIA: UMA ANÁLISE DO ROMANCE DA PEDRA DO REINO E O PRÍNCIPE DO SANGUE DO VAI-E-VOLTA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): VIVIANE LUCY VILAR DE ANDRADE

Colaborador(es):  HELENA FRANCO MARTINS - Orientador
Número do Conteúdo: 12376
Catalogação:  20/10/2008 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=12376@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=12376@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.12376

Resumo:
Esta dissertação reflete sobre a identidade da metáfora literária. Toma como base a teoria geral da metáfora inaugurada por George Lakoff e Mark Jonhson na década de 1980 - o que equivale a conceber a metáfora como um princípio cognitivo básico, como um mecanismo estruturador do conhecimento e da experiência que em muito ultrapassa os domínios da literatura. Reconhecendo com Lakoff e Johnson a onipresença do fenômeno metafórico em nossas vidas, interessou-nos refletir sobre o que poderia distinguir a sua manifestação no campo específico da literatura. Tivemos por objetivo central aqui contribuir para o teste de hipóteses cognitivistas levantadas por George Lakoff e Mark Turner, em uma obra especificamente voltada para a manifestação literária da metáfora, a saber, More than cool reason (1989). Analisamos com o aparato teórico e descritivo ali oferecido um conjunto de metáforas presentes em um texto literário específico - o Romance d`A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai- e- Volta, de Ariano Suassuna. A análise empreendida fala em favor das hipóteses de Lakoff e Turner, para quem a maioria das metáforas literárias resulta de explorações criativas e inusitadas de mapeamentos metafóricos bastante arraigados em nossos sistemas conceptuais - extensões, combinações ou elaborações das metáforas ontológicas, estruturais e orientacionais que governam, em um nível básico e de forma geral, a nossa linguagem, pensamento e ação.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT E SUMÁRIO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E ANEXOS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui