INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: TRABALHO E EDUCAÇÃO NAS PRÁTICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA: UMA SOCIABILIDADE NA PERSPECTIVA EMANCIPATÓRIA?
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): SILVIA NEVES SALAZAR

Colaborador(es):  MYRTES DE AGUIAR MACEDO - Orientador
Catalogação:  17/09/2008 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=12203@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=12203@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.12203

Resumo:
Esta pesquisa resulta da análise dos processos de trabalho que se constituem na diversidade das unidades produtivas de Economia Solidária na contemporaneidade Brasileira. Neste sentido, busca desvendar as potencialidades dessas práticas na constituição de uma nova sociabilidade, a partir da ênfase nos aspectos extraeconômicos. Através de entrevistas semi-estruturadas, tomamos como base as experiências vivenciadas pelos sujeitos sociais inseridos em 10 (dez) unidades produtivas de Economia Solidária, situadas no estado do Espírito Santo. Pesquisa bibliográfica, documentação referente ao movimento, participação nos eventos, nas plenárias do Fórum Estadual de Economia Popular Solidária/FEPS, assim como nossa participação na realização da 1ª e 2ª Fases do Mapeamento em Economia Solidária no Estado do Espírito Santo foram fontes que subsidiaram nossa investigação. Desvendar as potencialidades dos processos educativos nos espaços de Economia Solidária exige um esforço crítico constante, situando essas práticas no contexto da dinâmica das relações sociais capitalistas que, diante das novas modalidades de assalariamento, tendem a ser incorporadas ao capital. Entretanto a análise percebe essas experiências também como um dos espaços que manifestam formas diferenciadas da cultura popular, enquanto um conjunto disperso de práticas e representações. Trata-se, portanto, de uma análise que considera as potencialidades do movimento da Economia Solidária no Brasil, dos anos 1990, inserido numa sociedade de classes, o que o caracteriza como um movimento histórico-social complexo e contraditório.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO E LISTAS  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E ANEXOS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui