$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Formato DC|



Título: MULHERES DE MORAIS: UM ESTUDO DA TRANSIÇÃO DA LINGUAGEM TEXTUAL PARA A LINGUAGEM IMAGÉTICA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): CARLOS EDUARDO SALOMAO CORREA

Colaborador(es):  NILTON GONCALVES GAMBA JUNIOR - TUTOR
EDNA LUCIA OLIVEIRA DA CUNHA LIMA - Orientador
Número do Conteúdo: 11963
Catalogação:  23/07/2008 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TRABALHO DE FIM DE CURSO
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=11963@1
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.11963

Resumo:
Este estudo procura entender a transição da linguagem textual para a linguagem imagética. Sobretudo, analisar a parcela de autoria de quem interpreta e o produto extraído desse processo interpretativo. Para completar tal raciocínio fui buscar na poesia de Vinicius de Moraes imagens poéticas de mulheres interpretando graficamente alguns poemas selecionados. A meu ver, o texto poético permite uma liberdade construtiva e é exatamente essa sua característica que me motivou a desenvolver esse projeto. Pois, da mesma forma que o poema permite uma construção imaginária a partir do seu conteúdo, eu pretendia gerar imagens que, ao invés de prender a mensagem em um único caminho interpretativo, dessem margem a uma interpretação subjetiva por parte do espectador. Observei o ato de ilustrar não como um fazer artístico, mas como um trabalho do designer. Pois a imagem levava a caminhos que tinham ligações não mais com o texto mas com ela mesma. Certo ponto foi necessário que me desligasse do poema para poder obter uma solução visual para o design do livro. Alguns ajustes foram feitos tento em vista formato, unidade visual, ritmo, enfim, questões que dizem respeito menos das ilustrações em separado que do projeto como um todo. As preocupações que nortearam o problema de ilustrar, neste caso, me levaram a pensar o tempo todo como designer ao invés de desenhista/artista. Antes deste trabalho nunca havia pensado em mim mesmo como ilustrador no sentido mais tradicional da palavra. Agora percebo que o que acabei de realizar foi justamente ilustrar poemas. Só que o fiz não de maneira como quem dá vazão a manifestações do espírito, mas preocupado em manter, na imagem, relação com o texto motivador da ação. Analisando o trabalho sob a ótica das questões propostas no início do projeto, ou seja, tentando responder sobre esse trabalho a parcela de autoria do produto extraído, diria que as ilustrações feitas por mim a partir do texto de Vinicius de Moraes mostram minha visão da mulher da poesia viniciana. Sendo assim, acredito que a autoria das imagens seja única e exclusivamente minha. Chego aqui com a conclusão de que na transição da linguagem textual poética para a linguagem imagética ocorre perdas e ganhos na mensagem dependendo de quem a realiza.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF  
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui