INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: ASSISTÊNCIA SOCIAL EM TERRITÓRIOS ESTIGMATIZADOS: UM ESTUDO DA ATUAÇÃO DA FUNDAÇÃO LEÃO XIII EM VILA IPIRANGA, NITERÓI
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): CRISTIANE DE BARROS PEREIRA

Colaborador(es):  DENISE PINI ROSALEM DA FONSECA - Orientador
Número do Conteúdo: 11672
Catalogação:  20/05/2008 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=11672@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=11672@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.11672

Resumo:
Este trabalho consiste em uma reflexão sobre a atuação dos Assistentes Sociais na Fundação Leão XIII na Favela de Vila Ipiranga, localizada na cidade de Niterói, Rio de Janeiro, com o objetivo de descrever os limites e possibilidades de uma instituição de assistência social a partir das percepções dos seus profissionais e usuários. O objetivo deste estudo é dar visibilidade à perspectiva dos Assistentes Sociais, que se encontram historicamente vinculados ao aparato de controle estatal e que, conseqüentemente, atuam em instituições cujas origens foram pautadas na assistência material e moral aos favelados. Em nossa sociedade o local de moradia se constitui como um dos critérios de discriminação social de acordo a uma hierarquia classificatória dos espaços urbanos. Nesta hierarquia, desde sua origem, as favelas constituem um espaço urbano que desqualifica os seus moradores sendo, por isso, entendidas neste trabalho como territórios estigmatizados. A identidade dos moradores de favelas é construída, para eles mesmos e para os outros, como um estigma social, que é vivido cotidianamente nas suas relações sociais, profissionais e com as instituições que constituem o aparato estatal, sejam elas de saúde, educação, segurança ou assistência. Este trabalho busca apreender da fala dos Assistentes Sociais, e dos seus usuários, qual a contribuição da Fundação Leão XIII no processo de construção, manutenção e atualização do estigma social vivenciado pelos moradores da Favela de Vila Ipiranga que utilizam os serviços e programas da Fundação.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO E LISTAS  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E ANEXOS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui