$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: IPOS NO NOVO MERCADO: ESTRATÉGIAS DE CAPITALIZAÇÃO OU DE SAÍDA?
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): ALINE CARLI LEX

Colaborador(es):  WALTER NOVAES FILHO - Orientador
Número do Conteúdo: 10773
Catalogação:  30/10/2007 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=10773@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=10773@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.10773

Resumo:
Nos últimos 10 anos, bolsas de valores de vários países buscaram alianças ou implementaram novas regras de governança que, em geral, visam a proteger os acionistas minoritários. O Novo Mercado foi criado pela BOVESPA dentro desse contexto, inspirado no Neuer Markt alemão. Ao aderir às regras do Novo Mercado, as firmas garantem um maior nível de proteção aos seus acionistas minoritários, o que deve levar a um aumento dos preços das ações e, conseqüentemente, da capacidade de financiamento dessas firmas via mercado de capitais. Utilizando uma amostra de 46 Ofertas Públicas Iniciais de Ações de empresas privadas ocorridas na BOVESPA de 1994 a 2006, encontramos evidência de que empresas que optam pelo Novo Mercado, em média, vendem uma fração maior de seu capital (9,52% a mais) do que as empresas que optam por outros segmentos da BOVESPA. Nosso estudo também mostra um benefício do Novo Mercado ao qual não se tem dado tanta atenção. O aumento do preço facilita a venda de parte das ações existentes dos acionistas controladores, possibilitando uma diversificação de riqueza a custos mais baixos. O Novo Mercado parece ser tão importante para a capacidade de financiamento das empresas como para os ganhos de diversificação dos controladores.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO E LISTAS  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E APÊNDICES  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui