$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Formato DC|



Título: ESTUDO DE INICIAÇÃO E PROPAGAÇÃO DE TRINCAS EM CORPOS DE PROVA DE ALUMÍNIO
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): LUCIO ROSSI DE SOUZA

Colaborador(es):  JAIME TUPIASSU PINHO DE CASTRO - Orientador
Número do Conteúdo: 10199
Catalogação:  27/07/2007 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TRABALHO DE FIM DE CURSO
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=10199@1
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.10199

Resumo:
Esse projeto inicialmente consistia em verificar o comportamento de iniciação e propagação de trincas em elementos de alumínio. Para isso foi escolhido o corpo de prova tipo M(T), ou seja, de entalhe central. Durante os testes foram verificadas falhas mecânicas na região do furo de fixação dos corpos de prova. Com isso decidiu-se por alterar o foco do trabalho para averiguar por que os problemas ocorriam. A análise das falhas baseou-se nos fatores concentradores de tensão dos furos e entalhes. Com os Kt`s encontram-se as tensões atuantes em cada um dos elementos do corpo de prova. O cálculo do Kt no entalhe foi feito a partir de equações analíticas de entalhes afiados em placas infinitas encontradas na literatura. No caso do furo utilizou-se o programa de análise numérica ANSYS por ser um caso de geometria e carregamento complicado e não disponível em literatura. Ao final encontrou-se que o fator de concentração de tensão no furo era pouco menor que no entalhe, porém a tensão nominal era maior na seção do furo. Além disso, o fato de o entalhe ser muito afiado promove um Kt alto porém muito restrito à região próxima do entalhe. Enquanto que no furo o Kt a pesar de ser menor, se estende por uma grande região. Os dados obtidos na análise de tensões nas regiões críticas do corpo de prova condizem com as falhas encontradas.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF  
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui