Buscas - Coleção Digital
    :                                                                                                 Direitos Autorais
PUC-Rio
PUC-Rio
Toolbox E-mail Help Plugins Acessos Area Restrita
 
aba parte esquerda Coleção Digital aba parte direita
aba parte esquerda Sala Virtual aba parte direita
aba parte esquerda Sala de Aula aba parte direita
aba parte esquerda Lab Remoto aba parte direita
aba parte esquerda EMA aba parte direita
aba parte esquerda Projetos Especiais aba parte direita
Aumentar letra Diminuir letra Normal Contraste
 
Maxwell
imagem de espaçamento
  Página Inicial
imagem de espaçamento
  Buscas
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
  Estatísticas
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
imagem de espaçamento
  Sobre
imagem de espaçamento
rodape do menu


Consulta aos Conteúdos

Estatísticas | Formato DC  

Título: EM MEIO ÀS VÍSCERAS: ENSAIOS SOBRE O ATO DE LEITURA EM DOIS ROMANCES DE ROBERTO BOLAÑO
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): NATALIE SOUZA DE ARAUJO LIMA
Colaborador(es): ROSANA KOHL BINES - Orientador
Catalogação: 24/02/2014 Idioma(s): PORTUGUÊS - BRASIL
Tipo: TEXTO Subtipo: TESE
Natureza: PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota: Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]: http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/Busca_etds.php?strSecao=resultado&nrSeq=22548@1
Referência [es]: http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/Busca_etds.php?strSecao=resultado&nrSeq=22548@4
Referência DOI: https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.22548
Resumo:
Esta dissertação aborda as relações de leitura e escritura em dois trabalhos do escritor chileno Roberto Bolaño, 2666 e Os detetives selvagens. Argumenta-se que o ato de leitura crítica que esses dois romances convocam se insinua no tipo de leitura praticada pelos personagens das duas ficções: menos racional, mais visceral, afastada de dispositivos hermenêuticos e conectada com as relações materiais e afetivas entre texto e corpo. Cenas em que essas questões comparecem são analisadas e contrastadas com o pensamento de alguns teóricos contemporâneos, tais como Hal Foster, Gilles Deleuze, Giorgio Agamben e Jean-Luc Nancy. Assim a leitura é discutida junto a temas presentes na obra de Bolaño e dos autores mencionados: desejo e pulsão, saúde e doença, autoria e gesto, errância e devir.
Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
<< voltar
Buscas no domínio PUC-Rio